Páginas

Que Sta Sara abençoe nossos caminhos!

terça-feira, 29 de julho de 2014

Carta do dia: Caminho e Chave

Oi amigos!
Vou compartilhar minhas cartas do dia, pois achei muito legal.

São cartas boas, que podem nos impulsionar para um momento bem interessante, mas podem funcionar melhor se percebemos a oportunidade e nos tornamos agentes da ação!

Muitas vezes o jogo aponta caminhos e a partir dai podemos vislumbrar saídas para situações que estavam mornas, bloqueadas ou mesmo quando positivas mas carentes de uma nova direção.

Essa dinâmica que ocorre ao interagir duas forças faz toda diferença na leitura das cartas.  Se elas tivessem caído em outra ordem , Chave e Caminho, a  solução de um problema ou resposta já teria ocorrido e seria necessário avaliar os dois lados da questão e escolher o melhor caminho a seguir.



Aproveito para conversar com vocês a respeito dos muitos posts que tenho feito no Facebook (Pagina "Cartomancia Tzara da Estrela) a respeito de Dona Maria Mulambo.
À pedido desta Senhora tenho escrito o que me é pedido, transmitindo de modo mais fiel possível aquilo que é de seu interesse, da mesma forma que sempre atendi o que me foi pedido por intermédio de meu amado Povo Cigano.

Não foi sem motivo, emnbora na época nem eu mesma entendesse, que coloquei uma fita dourada dedicada a D. Mulambo, entre as fitas do meu Kepara.
Hoje, tempo passado, entendi seus e meus motivos, coisas de Alma que se revelam apenas no tempo certo.

Em breve, vou trazer as questões mais importantes sobre esse assunto para um debate mais amplo.

Bjus e muitas felicidades!

Baseie sua direção confiando na sua alma, no seu coração. Não deseje ser quem de fato não é, isso empobrece o caminho e nos faz perder a direção!

sexta-feira, 11 de julho de 2014

O Chicote na língua...

Oi Amigos!

Que bom encontrar esse tempo para escrever!

Esses últimos dias tem sido de uma correria tão grande que me impediu de estar  aqui  trocando idéias com vocês.

O que me trouxe aqui hoje foi uma "inspiração" que tive ao tomar um café com uma amiga.

Falávamos sobre coisas em geral, até que em nossas "filosofias de café" conversamos sobre como as pessoas de forma geral se apressam em julgar, expressar algum comentário negativo, ou mesmo uma crítica severa ao outro, sem pesar as consequências ou mesmo sem dar ao pensamento e a emoção um "tempo de amadurecimento" mesmo que pequeno!

Lembrei do Chicote, a carta 11 do Baralho Lenormand e me ocorreu que entre suas características e fisionomia, encontra-se a "palavra na ponta da língua", que sai impulsivamente sem o crivo da razão e que quando ponderado posteriormente leva à culpa e muitas vezes ao arrependimento.

Uma conversa interessante essa de hoje! 
Traçando um paralelo entre a rapidez do desaforo, da crítica ferina, da palavra lançada sem medir as consequências, penso em seu oposto, o "bem falar ou a boa palavra" e o quanto pode ser curativa, benéfica e construtiva.

Tudo pode ser dito se for bendito, caso contrario maldito será...

Tenho visto em cenários bem familiares o chicote deixando riscos nas peles alheias, então antes de lançar pedras e chicotear é melhor recolher ao silencio ou fazer o exercício da boa palavra.

Creio que muita confusão é feita em nome da sinceridade. Podemos ser sinceros e honestos, mas existe um limite entre o que pode ser colocado em palavras. Para tudo que é lançado ao ar, o retorno é certo.

Como o mundo e os outros é nosso espelho, melhor pensar um pouco, amadurecer a crítica, abrandar o gesto que de alguma forma representa exatamente o que somos, muito mais do que o outro é.

Deixo um bjo para todos, minhas desculpas pelas respostas aos comentários, que não tenho podido dar.

Lindo fim de semana, e aguardem as novidades que traremos para vocês!

Que Sta Sara cuide de nós!





quarta-feira, 25 de junho de 2014

Como compreender uma Carta do Petit Lenormand


Feliz aniversário e vida longa ao Baralho Petit Lenormand!

Hoje estamos comemorando mais um aniversário do  “Dia do Baralho Lenormand”.  Nestes dois últimos anos, o Baralho Lenormand muito tem nos surpreendido com as novidades que vieram à público: sua origem a partir de um jogo de tabuleiro nos salões da Europa, suas várias possibilidades de leituras  a partir das influencias dos países por onde passou, uma diversificação de interpretações e técnicas por consequência, por fim , uma variedade imensa de baralhos Lenormand sendo lançados e favorecendo a publicidades deste querido oráculo.

Tudo isso enriquece o cenário da Cartomancia! Mas ainda resta um espaço que só se preenche pela visão de quem segura as cartas nas mãos: o próprio Cartomante com todo empenho e dedicação , preparo técnico e sensibilidade, experiência pessoal e compromisso com sua tarefa de ler as cartas.

Gostaria  neste dia comemorativo, apresentar a “carta” do Baralho Lenormand de uma forma que pode ser útil para quem pretende usar o Baralho com fins divinatórios.
Vamos imaginar que cada “Carta Lenormand” é como uma “entidade viva”, dotada de identidade, gostos, personalidade, idéias e atitudes! Consegue pensar desta forma?
Nas nossas leituras pessoais e nas leituras que fazemos para nossos consulentes, os aspectos materiais, emocionais, mentais e espirituais são os principais motivos de questionamento, dúvidas, angústias e tensões. São também motivo de alegria, contentamento e esperança, a possibilidade de vislumbrar o futuro de forma a seguir com alguma orientação que ajude a encontrar seu “norte”.

http://tzaradaestrela.blogspot.com
Clique para ampliar
Vamos trazer uma carta ao cenário e vê-la viva diante de nós, desta forma podemos vesti-la de muitas roupagens diferentes, trazendo para cada uma delas sua magia própria, seu encanto e sutileza.

Coloque uma carta qualquer do Baralho Lenormand diante de si e observe-a em primeiro lugar de uma forma global e depois em seus quatro pontos de funcionamento.
Vamos hoje tomar como exemplo  a carta 05/ Árvore do Baralho Blue Owl Lenormand e passear por suas características e possibilidades de leitura:


Visão geral da Carta: Ela possui bom aspecto, interage com nossas emoções de foma positiva, traz a sensação de força e estrutura, tem um aspecto de mobilidade vertical, pois ela se movimenta "para cima e para baixo" cresce nos dois sentidos, une o baixo e o alto, prove alimento, mostra vitalidade, cheia de vida torna-se a carta tema para "saúde" em seus vários aspectos.

Essa é a primeira e mais imediata ligação do Arcano e nosso psiquismo, a primeira impressão e os aspectos mais imediatos que saltam aos nossos olhos e a nossa emoção: A Arvore causa uma sensação positiva.

No campo material podemos nos dirigir para situações concretas: objetos, lugares, tempo, bens, e todas as circunstancias que nos remetem ao seu aspecto mais objetivo.

Exemplo:
Corpo humano, saúde do corpo, fertilidade, processo de crescimento.
Imagine a Arvore como o corpo e verá cabeça, tronco e membros.
Boa saúde física.
Local onde existem árvores, como quintal, pomar, florestas, etc.
Objetos feito de madeira
Alimentos naturais ou vegetais
Lugar tranquilo para descansar ou meditar.
Bons resultados nos investimentos financeiros.
Ações construtivas.
Ações ambientais.
Arvore genealógica.
Tempo longo, processo que se estende ao longo de um tempo até que se concretize.

No campo emocional vamos lidar com emoções, expectativas, sentimentos, desejos, e todas as circunstancias que passam pelo campo sensível do ser humano.

Exemplo:
Sentimentos duradouros,
Bem estar  e equilíbrio emocional 
Boa conexão com seus sentimentos
Sentimentos prósperos e positivos
Crescimento emocional
Encontrar seu equilíbrio
Buscar os resultados de seus 
Amor a natureza
Relações afetivas que melhoram com o tempo
Vínculos afetivos fortes
Preparado para assumir suas relações e gerar uma família
Vínculos familiares fortes, 
amadurecimentos dos laços afetivos, etc.

No campo mental vamos lidar com os processos mentais, as questões cognitivas, qualidade do pensamento, o desenvolvimento intelectual.

Exemplo:
Boa saúde mental
Pensamentos positivos
Pensar nas questões ambientais
Procurar o equilíbrio entre pensamento, sentimento e ação.
Amadurecimento dos processos mentais.
Mente tranquila,
Pensar de forma equilibrada.
Calma para decidir, 
Meditação
Pensar bastante para decidir depois
Pensar nos antepassados
Preocupar-se com as origens familiares, etc

No campo espiritual temos as questões de ordem sutil, o fluxo de energia e as conexões entre os mundos.

Exemplo:
Corpo vital ou sutil
saúde espiritual
Buscar o equilíbrio 
fluxo de energia vital,
alinhamento dos chakras,
trabalho energético (reike, passes espirituais)
restaurar os corpo espiritual
trabalhos espirituais realizados na natureza
meditação como caminho de cura
Xamanismo
Elementais da Terra, etc

Essas são muitas das possibilidades de apreender os conteúdos de uma carta do nosso oráculo, mas de toda forma,  lembre-se que quando fizer suas perguntas, a qualidade da resposta depende da objetividade com que construiu a pergunta + a adequação do meio (material, emocional, etc)  em que a leitura será dirigida.

Queridos amigos, o Petit Lenormand é um veiculo que pode nos levar a grandes viagens, desde de que você esteja disposto a lançar-se nesta aventura e viajar com ele.

Espero que esse post, possa ajuda-los a ver que não adianta decorar conceitos, pois um Arcano tem mistérios e caminhos que só se revelam para quem se aventura com coragem e sinceridade na busca.

Desejo a todos um dia com muito Petit Lenormand e bons momentos de Cartomancia!

Bjus

Sonia Boechat Salema


















sexta-feira, 20 de junho de 2014

25 de Junho DIA DO BARALHO LENORMAND



Que beleza!
Mais um aniversário se aproxima e festejaremos juntos o dia do Baralho Lenormand!
Visitem o site https://www.facebook.com/pages/Dia-do-Baralho-Lenormand-Journ%C3%A9e-Lenormand-25-de-Junho/320555224658746 e descubram as muitas promoções e formas de participar!
Que o universo conspire para que este dia seja marcado por muitas alegrias e sucesso!
Bjkas e felicidades!

Uma Oração que fala ao coração do Povo Cigano

Queridos amigos,

Estou acompanhando o Blog como posso, muito menos do que gostaria, mas sempre atenta ao que posso fazer para contribuir com o crescimento do meu próximo.

A Cartomancia tem tomado rumos bem interessantes desde que este blog nasceu. Vimos as linguagens deixarem de ser tão afetivas, para tomar aspectos formais, o que mostra um amadurecimento, sem dúvida.
Espero que o amadurecimento não desague no endurecimento, coisa que sem dúvida nenhuma traria um perda enorme da qualidade nos atendimentos e nas leituras das cartas.



Existe um misto de ansiedade e busca pelo saber, que não se dá a não ser com o tempo, que aliais é amigo e bom tempero de tudo que há nesta vida, tem que ser no tempo certo. 

Como já caminhei alguns anos nestas estradas posso afirmar com tranquilidade que o saber sem coração, não leva a bos resultados e mesmo hoje, com tantas oportunidades de saber e tantos recursos disponíveis o Homem ainda é o mesmo, e precisamos de motivação, vocação e dedicação para chegar a sermos competentes em alguma coisa.

Torço para que nessa busca frenética de conquistas, que vejo hoje com um certo lamento, as pessoas não se percam de si mesmas e passem a ser meros imitadores de outros, perdendo o rumo de seus próprios sonhos, estilos de interpretação, via direta da intuição, e tudo mais que nos encaminhou para a cartomancia ou para algo do gênero.

Aproveito o momento para compartilhar com vocês uma Oração, simples mas de bom coração, que me foi passada por minha Mentora Cigana, Dona Madalena.

Esta oração pretende criar um vinculo de amizade, um pacto de compromisso que permite ao irmão que deseja estar num trabalho cigano, no atendimento ou em outra situação de cunho espiritual estar mais afinado com a energia e sintonizar com seu amigo espiritual.
Para os Ciganos o Vortako , os pactos de amizade tem um papel fundamental na vida do grupo, somos amigos na alegria, na fartura, na doença, na miséria e na morte, assim seja.



Se essa Oração for compartilhada, lembre-se de citar a fonte, e oferecer seu respeito e gratidão à Cigana Madalena.

Oração para pedir aproximação e amizade dos espíritos ciganos:
Com todo amor e com muita humildade, abro meu coração e peço: 
Amigos Ciganos,  olhem por mim. Eu ......................me coloquei nesta estrada em que vocês caminham, e hoje peço a sua proteção. Permitam-me atravessar os portais dos quatro cantos do mundo por onde as antigas Caravanas passaram. Que debaixo do sol e debaixo da lua meus irmãos Ciganos estejam em minha companhia. Que possamos beber do mesmo vinho, comer do mesmo pão e alegrar nossos corações ao som do mesmo violino.
Que o brilho das estrelas vertido do manto de Santa Sara e de Nossa Senhora de Aparecida seja a luz que unirá nossos passos seguindo juntos na direção dos mais necessitados.
Que Deus no mais alto dos Céus nos una com laços de amor e companheirismo, para o cumprimento de nossa missão espiritual. Assim seja!

(Por Sonia Boechat Salema, Orientada pela Cigana Madalena.)

sexta-feira, 30 de maio de 2014

A Ancestralidade na carta extra 37/ Mystiches Lenormand

A versão atualizada do Mystiches Lenormand nos presenteou com quatro cartas extras de forte conteúdo espiritual, o que não é tendencia na Europa, mas neste caso foi uma surpresa agradável e instigante para aqueles que consideram que a espiritualidade possa participar em algum nível no momento da leitura das cartas.
Existe grande variedade de pensamentos entre os Cartomantes, essas diferenças vão de uma visão absolutamente cartesiana, separando a razão de qualquer experiência mistica, centrados na técnica, no método de leitura, até aqueles que sentem-se completamente envolvidos por uma experiência espiritual (intuição,vidência, presença de espíritos, etc) e descartam a necessidade de estudos dos símbolos ou qualquer aprofundamento intelectual ou prático.
Creio que a maioria dos Cartomantes transitam entre esses dois extremos, incluindo eu mesma, que considero tanto a necessidade de estudar, trocar experiências, vivenciar métodos e técnicas de leituras novos, até o momento de me concentrar e deixar fluir a intuição, escutar meu intimo, interagir com as energias que cercam o momento do jogo e eventualmente me permitir  "ouvir" e transmitir algum recado que venha da espiritualidade.
A carta 37 nos ajuda a perceber a possibilidade de não estarmos sós diante de uma leitura, não porque estejamos necessariamente rodeados de espíritos por todos os lados,  mas porque nossa existência é algo mais complexo do que nossa identidade atual, nosso Ego. Seja por todas as experiências que vivemos em outras vidas, nossos outros "eus" ou pelo somatório de  experiências adquiridas pelas vias históricas e espirituais que nos ligam aos nossos antepassados, e que de alguma forma contribuem para um tipo de "conhecimento", tudo está disponível e pode ser acessado via intuição.
A imagem da carta 37 deixa ver pessoas, vultos de diferentes épocas, homens e mulheres que estão na retaguarda da leitura que a Cartomante faz, além disso dois animais interferem diretamente na cena da leitura, a Raposa com sua inteligencia e capacidade de observação ajudando a manter a percepção focada na realidade material do jogo, e o cão o aliado incondicional que chama a atenção da mulher para a realidade imaterial que a cerca, já que os cães são animais sensíveis à presença dos espíritos.


Desde que C.G.Jung nos presenteou com a possibilidade de vivenciarmos a realidade presente através do inconsciente coletivo, lidar com as imagens contidas em um oráculo ultrapassou o mero entendimento de um conceito fixo, para passear por zonas arquetípicas onde convivem Deuses e Deusas e outros seres que fazem parte de uma rica gama de mitos.  Nesta carta a Sereia, ser mitológico das águas, sustenta o candelabro feito com chifres do Alce, um animal de poder que representa a responsabilidade e persistência, tudo iluminado no palco na nossa percepção e ação, do inconsciente pessoal, coletivo e o processo cognitivo.
Esta carta me agradou demais, pois conjuga as duas estradas, a lógica formal e a espiritualidade, que se fundem na compreensão da leitura, alinhavando as incontáveis influencias que estão presentes numa mesa de jogo. Algumas bem óbvias como as imagens que se estampam nas cartas, outras mais sutis enveredam por caminhos não tão seguros que só podem ser compreendidos pela sensibilidade ou pela intuição.
Acima de tudo a Luz, que exige de nós uma visão clara sobre o "todo", mais que apenas as suas partes isoladas.
De fato na cartomancia não cabe apenas saber os significados das cartas, outros componentes estão ali enriquecendo e fazendo a liga alquímica da leitura: saber, foco, precisão, prontidão, sensibilidade, ética e tudo o mais que nos faz transitar entre o visível e o não visível. Horas atravessamos a ponte para fazer a leitura, horas somos nós mesmos essa ponte que liga os dois lados do mundo do consulente.
Agradeço a Socorro pela oportunidade de vivenciar esse lindo deck Mystiches Lenormand, criado pelas mãos de Regula Elizabeth Fiechter and Urban Trosh.

Um bjo amigos!








quinta-feira, 29 de maio de 2014

Um Trevo de quatro folhas e uma visita dos meus Ancestrais


Hoje ao retirar duas cartas para meu dia, pedi discernimento e luz, para que as cartas fossem mais que uma mensagem, mas um veículo que me transportasse para dentro de um mundo rico de subjetividades, de respostas muitas, para que uma claridade entrasse pelas suas lâminas e me trouxesse um contato intimo com a verdade.
A primeira carta que tirei foi o Trevo (Carta que traz a energia do dia), uma carta muito interessante em seus simbolismos, pois vai além do acaso ao ser encontrado, algo de "incomum" até ao seu rico potencial em desdobrar-se em sorte, oportunidades inesperadas e raras.
Imaginei como poderia ser isso, justamente hoje, dia em que me encontro de molho com uma forte alergia, sem disposição para o trabalho, e confesso, até meio mal humorada, coisa que nunca me acontece!
Mas o fato é que este Trevo me causou uma impressão engraçada, e a  carta me deu disposição. Vejam bem que ironia, eu aqui toda alérgica, gripada, etc e esse trevo bailarina cercada de joaninhas dançando na minha frente e dizendo:venha, vá procurar outras coisas melhores para seu dia, venha se divertir, não se leve a sério, o mundo não vai parar por causa de você, procure seu trevo em outros lugares e encontre algo que seja bom...
Espantados? Sim, podem me achar "estranha", rsrsr... mas as cartas as vezes se colocam diante de mim com algum tipo de conversa ou dialogo.
A segunda carta saiu do maço com uma direção, " como lidar com a energia do trevo", uma carta tão linda, a carta dos Ancestrais.
Este Arcano poderoso em suas ricas imagens mostram que antes de nós, na linha de nossa ancestralidade, outros já faziam o que fazemos hoje, e este fato é merecedor de respeito, reverencia e amor.
Para que pudéssemos estar hoje com as cartas naos mãos, muitos antes de nós trilharam esse caminho.
Sim, é uma grande "sorte" poder lidar com as cartas" e ser abençoada pela possibilidade de fazer um trabalho que amo.
Essas duas cartas conseguiram me tirar da cama, me fizeram sentar aqui e escrever. Me fizeram reconsiderar alguns fatos muito desagradáveis que ocorreram durante a semana passada, quando tive meu notebook quebrado e quase todo o curso de cartomancia perdido pois não estava totalmente salvo no pen drive.
Me perguntei ao ver essas cartas, o que de fato importa, o que poderia entender como sorte para o dia de hoje, sorte é ser livre para deixar que cada dia seja novo, sorte é saber que os anéis se vão mas os dedos ficam, sorte é saber que tenho em mim a força dos meus ancestrais e que nenhum saber se perde quando perdemos o que foi construído, desde que não percamos o caminho para acessar nossas memórias ancestrais e nossa luz interior.
Novas oportunidades estão ai para serem descobertas!
Como peço a Deus, sempre peço, a visão além das aparências, o que parece um prejuízo de tempo, pode ser uma grande oportunidade para novas iniciativas.
Desejo um lindo dia para todos!