Páginas

Que Sta Sara abençoe nossos caminhos!

sábado, 29 de agosto de 2009

HOLOCAUSTO CIGANO






















Conhecemos histórias sobre o nazismo e as tantas dores que ocasionou ao perseguir e destruir grupos minoritários.

O que muitos não sabem, é que os Ciganos faziam parte dessa minoria perseguida na Europa.
Sem querer entrar no mérito da questão social e política, apenas gostaria de deixar registrado fatos de um momento histórico, que retratam episódios onde o ser humano que existe sob o manto ilusório da raça, do credo, da cor e das posses, se perde em meio a brutalidade do seu igual.

Foram 600.000 Ciganos dizimados nos vários campos de concentração, não sem antes terem sido brutalizados, submetidos as experiências "cientificas", e outras loucuras mais que fizeram parte desse lamentável período da evolução humana.
Alguns Ciganos sobreviveram para contar sua história, porém é sabido que qualquer coisa que se diga, ou possamos imaginar sobre esses fatos, ficarão sempre muito longe do que realmente foi vivido.
Os que sobraram para contar o ocorrido, ainda lembram que as mães cantava e dançavam com suas crianças, para distraí-las, aliviando assim a dor, que ela sabiam que estava por vir: seu extermínio nas câmaras de gás.
Eu, confesso que após fazer esse post, não tive vontade de edita-lo. Mas hoje, recebi um PPs falando de uma mulher, Irena Sendler, que salvou muitas crianças da morte, através de um ato voluntário e por seguir seu coração cheio de amor, então fez todo sentido publicar o que eu havia guardado.
Sei que são imagens tristes, mas fazem parte de um aspecto humano sombrio e vergonhoso, que hoje ainda se faz presente nos discretos atos de preconceito e injustiças, com o qual esse segmento social ainda é tratado.
Vemos esse preconceito com os Ciganos, em todas as partes do mundo, e ainda hoje é preciso "lutar", para fazer valer seu direito social e humano. Não acredita? É fácil, basta uma pesquisa mínima pela internet e vamos ver, que a situação do Povo Cigano pelo mundo, não é feita de flores!
Graças à Deus, no Brasil, não vemos tamanha agressividade, como é o caso de alguns países da Europa! Mas, mesmo assim, ainda há muito para ser feito, coisas que esbarram na política social, e algumas situações que esbarram na própria questão cultural.
Deixo aqui, o registro dessas imagens do passado, como poderia também colocar retratos de violencia atual, coisas do século 21...mas isso dói meu coração.
Sendo assim deixo que as imagens do passado sejam um alerta, e um grito de amor para que as próximas gerações possam ouvir.
Ainda vivemos dentro de velhos conceitos e o diferente ainda incomoda, no fundo, preconceito é medo, nada mais...
Que os Mestres Ciganos do Astral possam ajudar a dissolver o medo dos corações, para que realmente nos vejamos como iguais...

5 comentários:

  1. O holocausto cigano é ignorado pela mídia por causa do lobby judeu!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Stefano, obrigada pela visita!
    Os Ciganos em sua maioria não oferecem ao Sistema nenhum tipo de lucro: financeiro, político, etc...
    Resta-nos aproveitar a maior fortuna que deixam para nós...sua cultura, magias e um jeito de soprar no vento as amarguras da vida!
    Bem vindo ao Blog, espero ve-lo sempre por aqui!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. exato!!! ah,no ocidente... se alguém questionar o holocausto judeu (ou minimizá-lo) vira alvo de escândalos... já se alguém negar o holocausto cigano.... Ah, o museu do holocausto praticamente ignora os ciganos. Nem os judeus se importam!!! O escritor judeu Norman Finkelstein denunciou isto!

    ResponderExcluir
  4. Oi Stefano, vc já leu o livro da Isabel, "Enterre-me em pé"? Fala da sga dos Ciganos, e fala um pouco desse episódio!
    bjus

    ResponderExcluir
  5. certo!! vou procurar o livro!!! Olha... descobri que os ciganos também sofreram em Jasenovac... a mando de Ante Pavelic

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante para mim, mas nem sempre posso responder com rapidez.Agradeço sua participação e presença no Blog. Que Santa Sara seja a Luz e o Ouro em nossos caminhos!