Páginas

Que Sta Sara abençoe nossos caminhos!

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Ora direis ouvir Estrelas... (Olavo Bilac)

Você já se deparou com aquele momento em que tudo parece não fazer sentido? Provavelmente sim.
O Homem, esse eterno buscador  se debruça diariamente sobre suas certezas, acreditando firmemente que tudo está em suas mãos e que a vida é um projeto que quando bem alinhavado chegará no seu final em perfeitas condições de uso.

Mas não é assim! Viver é ter que lidar com frustrações, perdas e incertezas.

As pessoas tentam viver dentro de suas convicções e crenças, em busca de uma segurança que lhe dê menos angústia e ansiedade, mas essas experiências estão contidas no ato de viver como uma base no qual o Ser Humano se desenvolve e evolui. Podemos aprender a viver com isso, mas não nos afastamos destas sensações por completo.Não fossem os sofrimentos e angustias nossa de cada dia, estaríamos deitados eternamente no conforto de nossas vidas. Isso não acontece e buscamos por saídas incessantemente. 

Cada um procura por aquilo que seja mais alentador e construtivo no momento. Talvez uma palavra amiga (não custa nada), uma psicoterapia é bem vinda quando os processos mentais e psicológicos entram em profundo estado de desorganização, um auxílio espiritual quando nos permitimos olhar para além das fronteiras do mundo material e nos percebemos como uma Alma.
Há alimentos para o corpo, para o intelecto, para a emoção, e também, mesmo que esquecida em ultimo plano, a Alma se alimenta de Espiritualidade.
As questões mais sutís caminham junto com valores que se tornam esquecidos na luta pela sobrevivência: arte, beleza, generosidade, bondade,paz, quietude, entrega, coragem e amor (amor desapegado e sem interesses outros senão amar).

O que será que busca o nosso "Consulente"? Respostas imediatas para aliviar a dor? Um pouco de ânimo para enfrentar as intempéries da vida? Reduzir a angústia que estrangula o peito e faz doer? Ouvir do Cartomante o que deseja a qualquer custo, apenas para sair feliz e poder retornar com seu quinhão de felicidade que dura até a próxima consulta? Criar vínculos afetivos e dependência com alguém que teoricamente "vê" aquilo ue ninguém mais pode ver?

A resposta pode ser difícil e nem sequer podemos generalizar sobre isso, cada pessoa , cada Alma buscadora de caminhos sabe exatamente o tamanho de seus sentimentos e a necessidade de sua procura, mas nós que abrimos as Cartas precisamos pensar sobre isso.

Como Cartomantes questionamos o que vem a ser destino? Conhecemos um pouco sobre o Karma e o Dharma? Estamos equilibrados para lidar com a excelência e singularidade de cada Alma que um dia saiu de casa , sentou-se e se abriu, mostrando toda sua fragilidade diante de nós?

 Como ser Cartomante afeta nosso psiquismo? Nos deixa poderosos, vaidosos, arrogantes, sentindo-se "inteligentes", temos a real dimensão da tarefa a ser cumprida? Pensamos sobre Ética, respeito aos valores de cada consulente? Somos honestos em nossas leituras ou corruptíveis pelo interesse de qualquer natureza? Se desejamos orientar espiritualmente estamos de fato gabaritados para isso ou seria melhor encaminhar o consulente para um atendimento adequado?

                                                       Imagem Cartomancien- Reno Hébert
Como Cartomantes cremos que saber o significado de cada Arcano e as técnicas de leitura é o suficiente?!

Independente da formação que temos antes de assumir a Cartomancia é bom lembrar que existem profissionais especializados em cada setor específico de atendimento na área humana: Médicos, Psicoterapeutas, Sacerdotes, Advogados, Detetives, etc, muito mais capacitados nessas áreas do que nós, a não ser que você seja habilitado profissionalmente numa dessas àreas, apenas "Oriente", não "Trate", nem delibere sobre um assunto sobre o qual não domina colocando em risco a vida ou a saúde de terceiros.

O Cartomante é um mediador entre símbolos que conversam entre dois universos psíquicos, o seu próprio mundo e o do consulente, e trafega por portais que se abrem mediante as técnicas empregadas, o método escolhido, a condição ambiental e energética do momento, as interferências psico-espirituais que cercam as questões tratadas "De ambos os lados das Cartas".

Para quem se encantou com a idéia de "Ouvir Estrelas", diria que se foi "chamado" para essa tarefa considere-a como uma honra e a partir do momento em que lançar-se nesta estrada será para um constante e eterno aprendizado.
Dentro das atividades que mesclam o intelecto e o espiritual,  o pior que pode acontecer ao profissional é tornar-se vaidoso de sua missão, e isso cai pouco a pouco como um negro véu sobre os olhos e o Cartomante passa a ler apenas o seu próprio psiquismo e sua vaidade, errando gravemente até que suas leituras deixam de fazer sentido por completo.

Observe tudo de bom que as Cartas, essas que são nossas verdadeiras Mestras tem para ensinar a cada um de nós. Tome cada Arcano como um Guru (aquele que dá a Luz) e aprenda sobre você mesmo, antes de aventurar-se pelas Almas dos outros.

Se observarmos atentamente veremos que o Caminho dos Arcanos é um Rito de Iniciação, faça essa iniciação com amor e respeito, seja um Aprendiz do primeiro atendimento, até sua última leitura antes que Dieula e seu Guardião feche seus olhos carnais e  leve-o para o outro Plano da Existência.

Desejo a todos uma boa Cartomancia, desejo a todos mais consciência e ética no atendimento ao próximo, mais respeito e amor ao lidar com pessoas, se queremos ouvir Estrelas precisamos afinar o instrumento que somos.

Que Sta Sara abençoe nossos caminhos, e seja a Luz que nos guia nas estradas incertas da vida!
Bjus,
Sonia Boechat Salema

*Plágio é crime.






7 comentários:

  1. Prezada Sonia,
    Acabou de chegar no meu e-mail o seu post, como outros tantos que eu guardo e confesso já tenho muitos impressos para minha leitura. Hoje mesmo estava lendo um post seu de 28/11/2011, que chegou no meu e-mail em 29/11/2011 15:16 - “Mandala astrológica, exemplo de um jogo...”
    Achei importantíssimo e adorei o Ora direis ouvir Estrelas... (Olavo Bilac)!
    Me alegrou, me confortou, me alertou... me ensinou.
    Me lancei nesta estrada – a prática das mancias. Já havia um tempo... não segui...mas agora estou com mais afinco. Estou caminhando com ajuda "Deles".
    “O Cartomante é um mediador” – É a frase que eu aprendi depois de manusear as cartas. Depois que comecei a praticar, aprendi que sou apenas e somente um mediador, quem comanda são “As Mestras” - as cartas e os nossos Mentores juntamente com os Mentores do consultante. Como você mencionou.
    Queria que “MUITOS” lessem o seu texto. Os "MUITOS" que acabam agregando sentimento e atitudes que não podem ser. Vaidade, soberba,... e por ai vai.
    Sentimentos e atitudes assim, nem no início, nem no meio e nem no fim desta estrada.
    Muito obrigada Sonia.
    Desde já agradeço por suas mensagens. Parabenizo seu blog. Logo, logo, 5 anos e que venham mais. Mais ensinamentos com as Graças de Deus, Mãe Sara e os Mestres.
    Desde já desejo que você tenha uma abençoada noite de Natal e um excelente 2014!
    Renata Santos Vasconcelos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata querida!
      Agradeço muito suas palavras. Desejo que seu trabalho seja prospero e com sua sensibilidade você possa ajudar a muitas pessoas tão carentes de uma boa orientação. Que Mamãe Sara e Aparecida esteja sempre em suas leituras! bjus no coração!

      Excluir
  2. Sonia, meu bem, boa noite,

    Você sabe o quanto sou sua fã e o quanto admiro o seu trabalho e a sua postura ética.
    Este texto é MARAVILHOSO, pois é esclarecedor, nos faz refletir sobre como estamos nos comportamento nesta senda de ser cartomante.

    Você pontuou a vaidade e isso perfeito, porque venho constatando que as pessoas depositam, em nós, um poder que NÃO existe. Eu tenho sempre o cuidado de devolver o poder nas mãos dos consulentes e/ou alunos.

    Quero registrar a minha mais profunda Admiração pelo seu trabalho....sorte a nossa....

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida Tânia, muito obrigada querida por tudo que escreveu!
      O nosso Ego é mesmo cheio de armadilhas e o mundo espiritual é cheio de surpresas, coisas ocultas e enigmáticas. Coisas que só podemos sondar quando estamos com espírito de humildade!
      De alguma forma ao fazer esse trabalho somos "médiuns" mediadores,
      e nesse aspecto temos muito que crescer.
      Eu tenho muito carinho por você querida, e admiro demais a disposição que vc tem em movimentar, ou melhor lenormandiar rsrs para ensinar a tantos alunos! Sorte a nossa...
      bjuss

      Excluir
  3. Sônia, nos faz refletir muito mesmo. Parabéns, novamente,pelas palavras sábias! Concordo contigo e sempre levarei na minha bagagem que não temos poder algum, sábios ensinamentos e conversas com minha mestra Tânia Durão. Apenas interpretamos, jogamos nossos olhos sobre as lâminas e por vezes a lógica do jogo é invertida pelos pitacos que chegam a nossa volta. Porém, o que mais me espanta, e me deixa preocupado, é o fato do consulente (na grande maioria que observo) não conseguir solucionar aquilo que pode , ou não enxergar aquilo que está tão claro, o pior de tudo é quando orientamos que a escolha é dele, e não temos como mudar, afinal, não temos este PODER! Mas muito chegam na nossa mesa querendo essa solução, rápida, eficaz e de sucesso, onde ele não sofrerá nada (e também não aprenderá nada com isto). Percebo cada vez mais essa falta no consulente, a falta de Fé, de entender que o PODER está na mão dele e não nas nossas. Lamento por aqueles (mancistas) que seguem por este caminho e utilizam destes artifícios (PODERES) para deixar o consulente dependente, que a Luz Divina possa um dia iluminá-los para um caminho melhor.
    Sábias palavras as suas, são palavras como essas que nos fazem crescer, maturar nossa alma.
    Beijão e fique bem!

    ResponderExcluir
  4. Oi Denis, temos tanto para aprender. Sempre é pouco, e a vaidade é algo para ser vigiado e ceifado sempre que se aproximar de nós. Acima de qualquer destina está a Mão de Deus, e mesmo o melhor Cartomante vê apenas aquilo que lhe é permitido.
    Vc está em excelente mãos, a Tânia além de uma doce pessoa é uma verdadeira Mestra.
    Um bjo!

    ResponderExcluir
  5. Minha mãe sempre me disse que, para tudo tem um dia. E olha que acompanho o blog há anos, e não tinha lido ainda esse post! Mas, chegou num bom momento, e caiu como uma luva, pois ando pensando mesmo em meu perfil enquanto cartomante, e enquanto consulente. Sempre pontuei sobre mim mesmo, que ainda tenho muito a aprender, quando vejo as múltiplas possibilidades que as mancias, e as pessoas me oferecem. A cada dia descubro novos caminhos, novas propostas, novos sabores, e o bendito ego sempre nos tentando. O Espirito de Dr Odilon Fernandes disse que estar mergulhado numa matéria grosseira muda tudo, e eu concordo com ele. Só temos que aprender com essa oportunidade, e ir driblando as armadilhas do ego, e entendendo de uma vez por todas que temos uma honrada missão a cumprir, ela é nossa, e temos que fazê-la da melhor forma possível.

    Esse post aconteceu num dia de quarta-feira, 4 de Dezembro, não pude deixar o dia de minha adorada Barbinha passar sem que eu percebesse <3

    Beijo!

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante para mim, mas nem sempre posso responder com rapidez.Agradeço sua participação e presença no Blog. Que Santa Sara seja a Luz e o Ouro em nossos caminhos!