Páginas

Que Sta Sara abençoe nossos caminhos!

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Comparativas: a estagnação na carta Vícios do Baralho da Mulambo e a possível estagnação da Âncora no Lenormand

Olá amigos, recebi a seguinte pergunta sobre uma dúvida de uma leitora do Blog:Oi Sonia, queria te pedir uma ajuda em relação à carta dos vícios da Mulambo. Como eu posso interpretar essa carta de uma forma objetiva. Ela é como a carta do baralho cigano a Âncora? Posso interpretar como se a pessoa estivesse estagnada? Tem alguma dica pra me ajudar?

Oh! Que delícia receber uma pergunta como essa aqui! Mostra que o estudo da cartomancia abre fronteiras entre os símbolos e os saberes.

Existem algumas considerações a fazer sobre os dois símbolos.

Primeiro tradicionalmente a carta da Âncora é uma carta positiva, que traz estabilidade e segurança a uma situação.

Para muitos cartomantes, inclusive para mim, gosto de te-la como carta tema para trabalho, pois ela dá a sustentação necessária para a subsistência. A questão é que como ela fixa, prende o movimento e por isso mantem as coisas como estão, não facilita a mudança.

Se estivéssemos avaliando uma questão onde o foco fosse dependência de qualquer natureza e saísse a carta Lenormand 35, diríamos que não teríamos aqui um bom prognóstico de melhora, pois a pessoa estaria vinculada fortemente a questão drogas, compras, afeto, sexo, trabalho, etc

Seu aspecto positivo é ser conservadora do status, condição, valores, seu aspecto questionável seria prender a pessoa na condição que se encontra, neste caso pode propiciar uma constância monótona e viciosa, sem grandes chances de arejar a situação ou promover mudanças.

Card35   22-Vícios

Baralhos Mystical Lenormand e Baralho de D. Maria Mulambo

Já a carta 22 Vícios do Baralho da Mulambo fala principalmente da ligação da pessoa com algo que pode ser potencialmente prejudicial, pelo excesso, pela falta de controle, pela necessidade, onde provavelmente questões de ansiedade e autoestima comprometem o bem estar da pessoa ou dos seus afetando sua qualidade de vida.

Nesta carta temos padrões repetitivos, a necessidade de satisfação imediata pautada no prazer ou alívio, na carta da âncora temos um padrão mental que busca a segurança e não exatamente o prazer.

Enfim, são cartas diferentes, que em algum momento podem cruzar suas linhas de interpretação dependendo do tema questionado e das combinações que porventura surjam dentro da frase de cartas.

Resumindo:

Âncora Lenormand ---positiva----fixa o comportamento -----estagna

Vícios   B.Mulambo---negativa---fixa o desejo--------subjuga a vontade.

Desejo felicidades a todos!

Boa cartomancia <3

        

 

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Carta 6 / Feitiços Baralho de Dona Mulambo

Olá amigos!

Vamos falar um pouco da carta 6 Feitiços (Baralho de D. Mulambo)

Segundo Aleister Crowley (1875-1947) Magia é a Ciência e a Arte de Provocar Mudanças em Conformidade com a Vontade. Gosto de defini-la como "vontade em ação"!

Mas toda ação requer um objetivo e um foco, assim seu alcance se torna mais seguro e preciso. Muitas vezes para facilitar a concentração e o direcionamento da vontade e da “energia pensamento” algum tipo de objeto ou ferramenta é utilizado.

De fato a magia se utiliza de muitas ferramentas físicas ou mentais para atingir seu objetivo no astral e provocar a mudança concreta que se deseja na vida.

Esse carta também representa os processos mentais nos quais algum tipo de ação ou influencia está presente com o objetivo de alcançar ou dominar algo. A mente nem sempre é um espaço organizado e coerente. Sendo diretamente afetada pelas emoções e estímulos internos e externos, ela sempre reflete um estado de espirito mais ou menos calmo, as vezes mesmo conflituoso.

A carta Feitiços sempre causa algum impacto quando sai num jogo. É natural esse desconforto pois pode ser uma ação positiva ou negativa, um pensamento positivo ou negativo, uma mente focada ou desorganizada e só saberemos a sua ação segundo as outras cartas que vierem na sequência.

Quando essa carta surge aleatoriamente no jogo não significa necessariamente que existe uma magia influenciando uma situação. Pode representar a necessidade de organizar os pensamentos e ter um foco sobre aquilo que se deseja ver resolvido ou conquistado. Pode representar a necessidade de equilibrar-se para agir com assertividade.

Quando a pergunta diz respeito a magia , a influencia de algo pensado ou feito com um objetivo negativo ou positivo para influenciar o consulente, e a carta Feitiços sai, então neste caso de fato há uma influencia direta da magia como resposta.

As cartas ao redor, dirão que tipo de influencia a carta feitiços terá: forte, fraca, desgastante, etc ou benéfica, prospera, etc, ou seja as consequências e efeitos de sua ação.

Numa tiragem individual, como um conselho pode representar a necessidade de equilibrar-se mental, espiritual e emocionalmente, pois essa é uma forma muito eficaz de atrair o bem e repelir o mal, outra dica é aproveitar o dia para fazer petições e conjurar em sua intenção.

Aqui, deixo um exemplo de um jogo real, no qual o consulente sentiu uma mudança brusca em seu relacionamento, aparentemente sem explicação, e sentiu a impressão que havia uma influencia negativa vinda de fora.

Baralho de Dona Mulambo

A Carta do compromisso foi colocada como Tema central, e na tiragem a carta Feitiços cai justamente sobre ela. As cartas que antecedem na esquerda mostra que algum tipo de distração, descuido permitiu que algo entrasse na relação do casal. Apesar de todo desgaste envolvido o prognostico não é de todo negativo.

Espero que essas breves palavras sejam de ajuda aos Cartomantes que estão na prática com as Cartas da Mulambo.

Deixo a todos meu desejo de Paz e Prosperidade!

Bjus,

Sonia Boechat Salema

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Desenvolvimento da leitura em cartomancia

Olá amigos!

Ao desenvolver os assuntos do Baralho de D. Mulambo tenho a oportunidade de conversar com muitas pessoas que estão usando o oráculo , estudando e alguns já utilizando diariamente em suas leituras.

Com essa troca eu tenho  lidado diretamente com algumas dúvidas e questões que dificultam muito a leitura das cartas e a interpretação correta de uma “sentença cartomântica”.

Percebo que as dúvidas não são relacionadas simplesmente com o símbolo ou um determinado oráculo, mas com um entendimento do contexto mais amplo da leitura!

Uma leitura precisa fazer sentido e estar relacionada diretamente ao objetivo que temos ao faze-lo.  Ao abrir um jogo temos algo em mente, uma pergunta formulada e uma intenção de te-la respondida.

Tenho observado que muitas das vezes que surge uma dificuldade na leitura não se trata de falta de conhecimento do significado das lâminas, mas de uma falta de atenção na escolha do método e da forma como se decide usa-lo. Em seguida a outra grande dificuldade é ampliar o símbolo e adequa-lo ao assunto do jogo, para então concluir a leitura sem deixa-la solta.

Vamos ver alguns itens que podem ajuda-lo:

1. Descubra o tom da leitura e adeque os símbolos ao seu contexto.

Digamos que alguém queira saber sobre uma amizade, se pode contar com a ajuda de um amigo. Amizade faz parte do campo afetivo, então nossa questão de certa forma liga-se ao universo emocional, afetivo, sentimental. Esse é o tom da leitura.

2. Escolha o método adequado ao grau de complexidade da sua questão.

A questão é simples. Para essa questão simples o método deve ser simples! De três a cinco cartas , sempre em números impares, para nos ajudar a encontrar o ponto central do jogo.

Se preciso explorar algo mais sobre  a ajuda de meu amigo, então devo optar por um jogo mais complexo.

0000111

                      *Exemplo de uma das formas como leio a carta do dia

3. Verifique se de fato conhece o método que usa. Mesmo os jogos pequenos com 3 cartas podem ser lidos de infinitas maneiras. Decida antes de abrir as cartas como fará a leitura.

 4. Jogos complexos precisam de MUITO treino, seu pré-requisito é SABER COMBINAR AS CARTAS.

Se opto por um jogo mais complexo PRECISO ESTAR APTO PARA REALIZAR A LEITURA. Caso contrário será uma salada de cartas, nada mais que isso!

5. Se a questão envolve TEMPO esse item precisa estar claro antes do jogo. Jogos pequenos nem sempre trazem essa definição temporal com clareza. Defina o TEMPO NA SUA PERGUNTA: Fulano vai conseguir viajar em um mês?

6. Posso ler as cartas para mim? Sim, pode e deve. Somos um laboratório pessoal de aprendizados, mas redobre seus cuidados ao ler para si mesmo.

Se seu estado emocional ou sua saúde estiverem  comprometidos seriamente não o faça. Procure alguém de competência e se coloque humildemente como consulente de outro Oráculo.

7. Coloque-se dentro de sua área de saber. Existem profissionais qualificados para resolver assuntos emocionais, físicos e mentais, espirituais, etc. Dar diagnósticos ou dispor-se a tratar algo que não é de sua área constitui grave erro.

8. Observe como as cartas ao se colocarem uma ao lado da outra constituem uma frase. Essa frase é a base da leitura! Nesta frase encontramos muitas vez o objeto ou pessoa a ser pesquisado, as qualidades positivas ou negativas do mesmo, algum tipo de ação que acontece, um tema relevante, um desfecho significativo que amplifica ou reduz a intensidade da resposta.

Isso quer dizer que ler cartas é entrar num estudo de um novo idioma, só que um idioma imagético, simbólico e muito bem estruturado!

Bom queridos, espero que essas dicas sejam úteis!

No livro de Dona Mulambo teremos uma parte técnica que servirá tanto para a prática com seu baralho como para qualquer outro oráculo.

Bjus a todos!

Paz e luz!

Sonia Boechat Salema